09:50

Atualização Parte II 1° papinha agente nunca esquece...

Postado por Elen mamãe da Duda

... E foi assim... com essa carinha que a Duda recebeu os sabores das frutinhas, nem preciso dizer que ela adorou né...


Quando devo começar a oferecer outros alimentos para o bebê?
A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses das crianças. Depois dessa idade, o leite materno não contém mais sozinho todos os nutrientes de que o bebê precisa, especialmente o ferro, por isso outros alimentos passam a ser necessários para complementar a dieta.

O leite materno até os 6 meses ajuda a minimizar o risco de seu filho desenvolver reações adversas a certos alimentos, assim como alergias. Essa questão torna-se ainda mais importante no caso de haver um histórico familiar de alergias. Depois da introdução de novos alimentos, o leite materno deve ser mantido na alimentação da criança.

Caso você precise voltar ao trabalho e tenha que introduzir novos alimentos antes dos 6 meses, converse com o pediatra primeiro -- especialmente se o bebê tiver nascido prematuro.

Será que meu filho está pronto para outros alimentos?

Uma criança está apta a experimentar novos alimentos se:

• consegue manter a cabeça erguida

O bebê precisa manter continuamente a cabeça erguida, para que possa ser alimentado com a colher.

• senta bem quando está apoiada

No começo, talvez o bebê ainda necessite de ajuda para sentar, por isso o próprio carrinho ou a cadeirinha que vai no carro podem ser boas alternativas. Os cadeirões serão usados um pouco mais tarde, quando seu filho já puder sentar inteiramente sozinho.

• não tem mais aquele reflexo de colocar a língua para fora

Esse reflexo impede que os bebês engasguem. Eles põem a língua para fora sempre que alguma coisa mais dura é colocada na sua boca. Por volta de 4 a 6 meses, o reflexo desaparece, indicando que estão prontos para experimentar alimentos macios e semi-sólidos.

• faz movimentos de mastigar com a boca

Os bebês têm que aprender a movimentar a comida para o fundo da boca e engolir. À medida que engolem melhor, você provavelmente vai perceber que toda aquela babação dos primeiros meses tende a diminuir. Aos 6 meses, é possível que seu filho já tenha um ou dois dentinhos (geralmente, os inferiores nascem primeiro). Crianças que mamaram no peito costumam ter os músculos da boca e da língua bem tonificados, o que favorece o processo.

• tem um bom peso

A maioria das crianças está pronta para ingerir alimentos semi-sólidos quando já dobrou de peso em relação ao nascimento, o que pode acontecer antes ou por volta dos 6 meses.

• mostra curiosidade sobre o que você come.

De repente, seu filho começa a ficar de olho no seu prato, e estende a mãozinha para tentar pegar a comida. No segundo semestre, o paladar do bebê também já está mais apto a descobrir novos sabores. Isso não quer dizer que você deva dar a ele tudo o que ele pede. Vá com calma, seguindo as orientações do pediatra.


Gente tem muita novidade
Não percam os proximos capitulos
KKKKK
Continua...

4 Pode deixar seu comentário aqui :):

Priscila disse...

muito lindaa!!!

Sú e Duda disse...

Oiee, simplesmente Linda sua Maria Eduarda! Eu to gravidinha de uma Maria Eduarda tbm..hehe!
Vamos te seguir, quando puder dá uma passadinha no nosso blog tbm..
bjos

livia...minha princesa disse...

oi flor..nossa faz mto tempo que nao passo aqui como a Dudinha ta linda...ai a Livia ja começou com papinha salgadas e m srro viu rsrsr
bjokas e nao eskeçe da gente nao em

Gravida e Gata (by Dani Donda) disse...

já amiga? nao ta cedo demais nao?

Meus posts!!!

Amor da minha vida!

A felicidade exige valentia...


"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo, e posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."
(Fernando Pessoa)



Esses eu recomendo!